Soneto da fidelidade moderna

Por: Mariana Ferreira

De tudo ao meu amor serei atento

Antes, e com tão zelo, e sempre, e tanto

Que mesmo em face do maior amor

Trair-te ei sem remorso ou pudor algum

Quero vivê-lo em cada vão momento

E se nossos momentos forem mesmo vãos

Nem lembrarei onde deixei teu coração

Para outra partirei e me contento

E assim quando mais tarde me procure

Quem sabe já não terei te esquecido

Quem sabe estarei sofrendo por ti

E posso dizer do amor que tive

Ele realmente era muito vago por ti

Mas foi eterno enquanto durou

A você que leu esse texto, entenda-o como a mais sincera é simplória brincadeira. Vinicius deve estar se revirando no túmulo, mas eu como sua fã, ficarei feliz de chamar sua atenção por tal feito (outra simplória e sincera brincadeira).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s